Responsabilidade é a estratégia mais importante do conteúdo

Preparando um treinamento sobre Planejamento de Comunicação, rememorei slides de palestras e cursos antigos. Além da saudade imensa de compartilhar conhecimento nesse formato, me deparei com um dos slides que aparecia sempre. Era o momento onde eu falava sobre a responsabilidade do conteúdo e do relacionamento na comunicação digital.

Eu já vi muita gente reclamando de precisar dizer o óbvio, mas o que eu aprendi nesses anos estudando e trabalhando com comunicação, é que nada é tão óbvio quanto parece.

A necessidade de se responsabilizar pelo que postamos, compartilhamos ou respondemos pode parecer simples, mas muitas vezes nos perdemos. Todos nós. Acredito que desde que elegemos certos nomes como “influenciadores”, esquecemos que todas e todos nós temos o poder influenciador, e isso não está relacionado com o número se seguidores ou os recebidos da semana.

Nós, enquanto humanidade, desenvolvemos nossas habilidades sociais a partir da observação uns dos outros. E quando levamos isso para o ambiente digital terminamos por sermos agentes influenciadores para além das barreiras que conhecíamos antes. Então, mais do que analisar marcas, empresas e pessoas públicas sobre as estratégias para o seu conteúdo, precisamos olhar mais criticamente para o que nós, que podemos ter um uso apenas pessoal das redes sociais, estamos propagando.

Vivemos um momento mais do que delicado no Brasil. Enquanto atingimos a marca de 100 mil mortes, um número tão grande que temos dificuldade de entender. Os hospitais estão lotados, tem gente morrendo sem conseguir vaga na UTI, mas as pessoas seguem lotando bares e restaurantes, fazendo festa e existindo sem restrições. Temos claramente um ruído sério nessa comunicação. Então o conteúdo que sugere pequenas aglomerações “mas era só família”, exposição sem máscara “mas foi só pra foto”, e uma volta às atividades “normais” tem sim um peso grande nesse ruído.

Aqui não é sobre o que podemos ou não podemos postar nas nossas redes sociais pessoais, é mais um convite a assumir uma responsabilidade pela mensagem que passamos. Esse é um lembrete óbvio, mas que eu julgo necessário. E também temos responsabilidade pelo conteúdo que consumimos, então, que de todos os lados a gente siga fazendo as escolhas que são mais valiosas pra nós e para os outros ao nosso redor.

Anna Terra

Anna Terra

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

Feito pra quem quer mudar o mundo Oyá Design